Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 4,14 4,14
EURO 4,61 4,62

CNJ lança capacitação de nivelamento para servidores do Judiciário do Tocantins

Buscando proporcionar aos servidores do Judiciário, noções de gestão de pessoas e de gestão estratégica com enfoque no planejamento das Metas Nacionais, construídas em conjunto por meio da Rede de Governança Colaborativa, o Conselho Nacional de Justiça está com as inscrições abertas para o Curso de Nivelamento dos Servidores. A capacitação ficará disponível no ambiente virtual de aprendizagem do CNJ. Atualmente o Tribunal de Justiça do Tocantins conta com 994 servidores efetivos, 431 servidores comissionados e 466 servidores cedidos, totalizando 1891 servidores que fazem parte da força de trabalho o TJTO e podem se inscrever. A iniciativa da capacitação é do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Servidores do Poder Judiciário (Ceajud), do CNJ. “No curso, os servidores serão expostos aos indicadores do sistema de estatística do Judiciário e identificarão como as informações prestadas pelos tribunais ao CNJ são importantes e fazem parte da construção das políticas públicas propostas pelo Conselho. Os alunos conhecerão ainda as Tabelas Processuais Unificadas e como elas facilitam o trabalho dos advogados, o acompanhamento processual pelas partes, o levantamento estatístico dos dados, bem como a própria gestão do sistema”, destaca Diogo Albuquerque. A capacitação está pidida em seis módulos: O Poder Judiciário e o Conselho Nacional de Justiça; Gestão de Pessoas; Conhecimentos Gerais sobre Gestão Estratégica e Estratégia Nacional; Indicadores do Sistema de Estatística do Poder Judiciário; Sustentabilidade no Poder Judiciário e Tabelas Processuais Unificadas. O curso é na modalidade à distância, pode ser feito totalmente online e quem participar contribuirá com pontuação para o Prêmio CNJ de Qualidade, contanto que conclua a capacitação até o mês de agosto.  Prêmio CNJ de Qualidade A participação no curso foi incluída como um dos critérios de pontuação para o Prêmio CNJ de Qualidade, lançado em maio pelo CNJ, na 1ª Reunião Preparatória do XIII Encontro Nacional do Poder Judiciário. Podendo contabilizar até 40 pontos na premiação, segundo as regras detalhadas na Portaria 88/2019. A premiação visa identificar, avaliar e reconhecer o trabalho dos tribunais brasileiros em três eixos: Governança, Produtividade e Transparência e Informação. O prêmio é um estímulo para os segmentos do Poder Judiciário buscarem excelência na gestão e no planejamento de suas atividades; na organização administrativa e judiciária; e na sistematização e disseminação das informações e da produtividade. Clique aqui para se inscrever.
19/06/2019 (00:00)
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia